Sábado, 18 de Setembro de 2021
©DR

Regras de combate à Covid-19 passam a ser iguais para todos os concelhos

Novas medidas entram em vigor a 1 de agosto e foram anunciadas hoje por António Costa, depois da reunião do Conselho de Ministros.

-PUB-

A partir do próximo domingo há novas regras para todo o continente, sendo que o comércio, a restauração, casamentos, batizados e espetáculos culturais voltam aos horários normais, ou seja, podem funcionar até às 2h00.

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, António Costa, no final de mais uma reunião de Conselho de Ministros na qual ficou ainda decidido que a partir de setembro o uso de máscara deixa de ser obrigatório em espaços públicos.

Com estas novas medidas, deixa de haver recolher obrigatório, mas o consumo de álcool na via pública continua a ser proibido.

As medidas vão ser postas em prática por fases:

FASE 1 ( a partir de 1 de agosto)

  • Fim da limitação horária de circulação na via pública;
  • Eventos desportivos com público (regras a definir pela DGS);
  • Espectáculos culturais com 66% da lotação;
  • Casamentos e batizados com lotação de 50%;
  • Equipamentos de diversão segundo regras da DGS, em local autorizado pelo município;
  • Teletrabalho deixa de ser obrigatório (passa a recomendado);
  • Permanecem encerrados os bares e discotecas e continuam proibidas as festas e romarias populares.

FASE 2 ( início de setembro) – com previsão de 70% da população com vacinação completa

  • Fim do uso obrigatório de máscara na via pública;
  • Casamentos e batizados com lotação de 75%;
  • Espectáculos culturais com 75% de lotação;
  • Transportes públicos sem limite de lotação;
  • Serviços públicos sem marcação prévia.

FASE 3 ( ainda sem data) – com previsão de 85% da população com vacinação completa

  • Abertura de bares e discotecas com certificado ou teste negativo;
  • Restaurantes sem limite máximo de pessoas por grupo;
  • Fim dos limites de lotação.

Saiba mais AQUI

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.