Segunda-feira, 23 de Maio de 2022

Savannah e empresa tecnológica ABB juntas no projeto previsto para o Barroso

A Savannah Resources e a empresa tecnológica ABB, com sede na Suíça, assinaram um memorando de entendimento com vista ao desenvolvimento do projeto de exploração de lítio em Boticas

O projeto para a mina, que se situará em área das freguesias de Dornelas e Covas do Barroso, está a ser promovido pela empresa Savannah Lithium, Lda., uma subsidiária da Savannah Resources, que prevê uma exploração de lítio e outros minerais a céu aberto.

A área de concessão prevista é de 593 hectares e este é um dos projetos de extração de minerais de lítio que está mais avançado em território português. Depois da consulta pública do Estudo de Impacto Ambiental, aguarda-se, agora, a Declaração de Impacto Ambiental (DIA) pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e, se a decisão for favorável a empresa poderá avançar para a exploração.

Hoje, em comunicado, a Savannah disse que está a “realizar um estudo de viabilidade definitivo para a construção de uma unidade de produção de concentrado de lítio no norte de Portugal”.

“A visão estratégica da Savannah é construir uma operação de produção mineral de última geração, que possibilite alcançar um concentrado de espodumena, matéria-prima estratégica na cadeia de fornecimento de baterias da Europa, com um ultrabaixo nível de carbono”, referiu a empresa.

No comunicado foi explicado que, ao abrigo de um acordo em estágio inicial, a “ABB aplicará os seus conhecimentos técnicos para delinear o controlo de produção, soluções de processamento para a produção de concentrado de lítio e operações integradas de mineração de espodumena, em conformidade com o objetivo da Savannah de operações de neutras em carbono até 2030”.

Futuramente, a Savannah também “irá trabalhar em acordos vinculativos com a ABB em relação à eletrificação, automação e soluções digitais”.

“A ABB está na vanguarda da automação e eletrificação de que necessitamos para a nossa viagem de descarbonização à medida que avançamos no desenvolvimento do projeto lítio do Barroso”, afirmou o CEO da Savannah, David Archer, citado no comunicado.

Frederik Esterilizem, da multinacional ABB, disse que “o desenvolvimento do projeto lítio do Barroso da Savannah oferece uma oportunidade adicional para mostrar a liderança da ABB em automação industrial e eletrificação inteligente na Europa, aplicada em operações chave para a emergente cadeia de fornecimento de baterias europeia. Este é mais um passo à medida que continuamos a viabilizar operações mineiras mais sustentáveis e livres de combustíveis fósseis”, frisou este responsável.

A ABB (ABB: SIX Swiss Ex) é uma empresa líder mundial em tecnologia, com mais de 130 anos de história e 105 mil empregados em 100 países, que juntou ao seu portefólio o software de eletrificação, robótica, automação e movimento.

O projeto de lítio da Savannah para o Barroso está a ser contestado pela população e pelos autarcas de Boticas.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

Homem encontrado morto em casa

PREMIUM

Um lar a que todos chamam casa

Homem morre em colisão

Homem morre afogado em Valdanta

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.