Segunda-feira, 4 de Julho de 2022

Septuagenário mortalmente atropelado

Um homem, de 75 anos de idade, morreu na sequência de um atropelamento, por um motociclo, ocorrido no início da noite de domingo, na Recta da Portela, freguesia de Folhadela. Segundo Fernando Mota, Comandante dos Bombeiros da Cruz Verde, o septuagenário foi dado como morto, no local, pelo médico da Viatura Médica de Emergência e […]

Um homem, de 75 anos de idade, morreu na sequência de um atropelamento, por um motociclo, ocorrido no início da noite de domingo, na Recta da Portela, freguesia de Folhadela.

Segundo Fernando Mota, Comandante dos Bombeiros da Cruz Verde, o septuagenário foi dado como morto, no local, pelo médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes. Também o condutor do motociclo foi transportado, também, para o mesmo Centro Hospitalar, em estado considerado muito grave.

“O acidente ocorreu no início da recta, quando o idoso atravessava a via, em frente a sua casa e numa altura em que este já se encontrava perto da berma da estrada”, explicou o Comandante, referindo informações dadas por algumas testemunhas, no local.

O mesmo responsável adiantou que, na zona, não há passadeiras, nem, sequer, passeios, uma vez que, depois do traço contínuo que marca a via, há, logo, uma valeta, o que representa um risco, para os peões.

“Ainda por cima, trata-se de uma recta considerável que convida os condutores mais incautos às velocidades”, lembrou o mesmo Comandante.

Auxiliados por seis viaturas, deslocaram-se, ao local do acidente, 17 homens da Cruz Verde que ainda prestaram auxílio à esposa da vítima mortal, a qual desfaleceu, ao ser confrontada com o ocorrido.

Este acidente vem ensombrar, ainda mais, as estatísticas relativas aos atropelamentos, em Vila Real, sendo de recordar que, segundo dados da Direcção Geral de Viação, em 2006, ocorreram, no distrito, 80 atropelamentos, dos quais resultaram 86 vítimas, entre os quais três mortos, 14 feridos graves e 69 ligeiros.

A Polícia de Segurança Pública e Guarda Nacional Republicana contabilizaram que, no primeiro trimestre de 2007, registaram- -se, em Vila Real, 32 atropelamentos que resultaram em quatro feridos graves e mais de duas dezenas de feridos ligeiros.

O atropelamento mortal, na recta da Portela, aconteceu, exactamente, na semana em que a autarquia vila-realense avançou com a informação de que irão ter início, durante este mês, os trabalhos de pintura das passadeiras que se encontram menos visíveis, na cidade capital de distrito, uma medida desencadeada no âmbito do Plano de Mobilidade da autarquia (que prevê a intervenção na sinalética horizontal e vertical) e que tem, exactamente, como objectivo, diminuir o número de atropelamentos, na cidade.

MM

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.