Sexta-feira, 30 de Setembro de 2022

Trabalhadores dos CTT em ação de luta amanhã em Vila Real

Amanhã, das 10h30 às 12h00, trabalhadores dos CTT vão concentrar-se na Avenida Carvalho Araújo, em frente à empresa, para exigir reversão da privatização dos CTT.

-PUB-

Em comunicado, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Correios e Telecomunicações (SNTCT) tem vindo a percorrer as capitais de distrito e regiões autónomas. Amanhã será a vez de Vila Real e, na sexta-feira, Bragança, em que pretendem “dar a volta nos CTT”.

Entre as reivindicações está a reposição de um Serviço Público Postal de qualidade, vergonhosamente degradado após a sua privatização”, lembrando que a degradação do serviço “está à vista de todos”, depois de o primeiro-ministro António Costa e o Governo PS “terem recusado a renacionalizar os CTT, desautorizando a ANACOM”.

O sindicato lembra que a atribuição, “de mão-beijada, aos acionistas dos CTT, de um contrato de prestação do Serviço Postal Universal leonino”, tem levado “ao decréscimo na qualidade do serviço prestado”.

Destacam as sucessivas multas, aplicadas pela ANACOM, “por incumprimento dos padrões mínimos de qualidade”, salientando que “faltam, neste momento, mais de 750 carteiros e 250 técnicos nos balcões de atendimento”.

Para o SNTCT, os salários baixos, contratos a termo e más condições de trabalho, “não atraem os jovens trabalhadores”, lamentando que não haja trabalhadores suficientes nas ruas e nos balcões. “Faltam, neste momento, no plano nacional, mais de 750 carteiros e 250 técnicos nos balcões. Os Giros dobrados há meses, os balcões vazios há outros tantos, os trabalhadores esgotados e a quem ainda tentam restringir o gozo de férias com a família, tudo isto tem que ter um fim”.

Exigem ainda “melhores condições” de trabalho para todos os trabalhadores CTT e, em especial, para os que dão diariamente a cara pela Empresa na Distribuição e no Atendimento e que, também diariamente, passam a vergonha de se verem obrigados a prestar um mau serviço, a mando de uma má gestão”.

Amanhã, entre as 10h30 e as 12h00, a concentração será na Avenida Carvalho Araújo (frente aos CTT). Já na sexta-feira, a ação de luta vai decorrer no Largo dos Correios (frente aos CTT) – entre as 10h30 e as 12h00.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.