Sábado, 19 de Junho de 2021
© CTL

Trabalho não falta, falta mão de obra

É um setor que está em expansão. Em 2019 cresceu 15%, em 2020, e apesar da pandemia de Covid-19 e da consequente diminuição dos valores, o crescimento foi de 4%. Mas as empresas alertam que não conseguem fazer face ao aumento das encomendas devido à falta de mão de obra que existe no setor do granito. Um problema que, na opinião da Associação dos Industriais do Granito (AIGRA), se resolve se houver vontade política

-PUB-

Recentemente, a AIGRA alertou para a falta de mão de obra que afeta as empresas, no distrito de Vila Real, ligadas ao setor do granito. O problema não é de agora e, segundo Mauro Gonçalves, presidente da associação, começou com a emigração nos anos 80 e mais recentemente com a ida da população mais jovem para o estrangeiro.

Trabalho não falta, falta é quem queira trabalhar no setor. “As empresas, hoje, não conseguem corresponder às encomendas e expetativas, porque falta mão de obra”, referiu o dirigente, salientando que é cada vez mais difícil recrutar pessoas “porque não temos escolas de formação que incutam a vontade e os estudos necessários para que haja quem possa trabalhar no nosso setor e porque a juventude quer um trabalho diferente, não tão pesado”.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

 

 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.