Domingo, 27 de Novembro de 2022

UGT no distrito para conhecer dificuldades do território

Ao longo de três dias, a União Geral de Trabalhadores (UGT) realizou um périplo pelo distrito. Em Vila Real, acompanhámos a visita à Continental Advanced Antenna, onde trabalham cerca de 550 pessoas

-PUB-

“Tiveram oportunidade de fazer uma visita às nossas instalações, para conhecer a área produtiva, para perceber o tipo de produtos que produzimos e aproveitámos para passar algumas das nossas preocupações, como a falta de componentes para o setor automóvel”, explica Miguel Pinto,

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

diretor da empresa, adiantando que “apesar de a situação ter melhorado relativamente ao ano passado, ainda não há uma indicação clara de quando estará normalizada. Penso que este ano ainda vai ser difícil a nível de componentes”, também por culpa do que passa na Ucrânia.

Em jeito de balanço, Carlos Silva, secretário-geral da UGT, falou de Vila Real como um distrito “que tenta viver e sobreviver”, frisando que “para radicar pessoas, para chamar mão de obra qualificada, é preciso investir”.

“Aquilo que fomos ouvindo é que há falta de mão de obra qualificada e ausência de formação que aconteceu ao longo de décadas. É necessário que o Governo olhe para estes territórios, porque só o apoio das autarquias não chega. São precisos programas operacionais, é preciso um PRR resiliente”, refere.

O sindicalista salienta que “os jovens só se fixam, ou só voltam para cá, se tiverem boas condições de trabalho, mas isso tem que se juntar a boas condições de habitação e serviços públicos. Não podemos querer atrair população e não ter creches, correio, lares, instituições bancárias ou escolas a funcionar”.

A acompanhar a visita esteve Nataniel Araújo, líder da UGT de Vila Real, frisando que um dos objetivos passa por “fazer com que a UGT Nacional amplifique a nossa voz naquilo que são as necessidades do distrito e que sintam aquilo que aqui se passa”.
“A desertificação é uma preocupação latente das empresas que temos visitado. A nossa missão é estar ao lado delas e dos trabalhadores, sendo que se sente a falta de captação de mais investimento e empresas para o nosso território”, indica, acrescentando que “é importante dar apoio às empresas que já aqui estão para que isso sirva de estímulo a outras que se queiram aqui instalar”.

Para Nataniel Araújo “a qualidade associada ao conhecimento e aos centros de excelência, em parceria com a UTAD, são fundamentais para o distrito da região”.

O mesmo defende Carlos Silva, aproveitando para lembrar que “a UGT é um parceiro social de confiança” e que “vi aqui muita gente jovem a trabalhar e é algo que tem de ser replicado noutras empresas”.

O secretário-geral da UGT termina com a mensagem de que “a UGT de Vila Real está de portas abertas para quem precisar de ajuda, além de dar formações em várias áreas. O nosso papel é esse, dar melhores qualificações aos trabalhadores, indo ao encontro das necessidades das empresas”.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.