Segunda-feira, 16 de Maio de 2022

“Vamos construir um novo centro de saúde e uma zona empresarial”

Esteve durante 12 anos à frente da autarquia. Em 2017 não se recandidatou, por ter atingido o limite de mandatos, mas voltou quatro anos depois para conquistar a câmara aos socialistas. Apesar de ter estado afastado, diz que esteve sempre atento ao que se passava em Lamego, um concelho que diz “ter estagnado” durante o mandato do PS. Por isso, tem “muito trabalho pela frente”

Quatro anos depois está de volta à presidência da Câmara de Lamego. Porque decidiu recandidatar-se?
Por dois motivos, um de natureza partidária. A perda da câmara há quatro anos deveu-se a um desentendimento entre a coligação PSD e CDS-PP, que dirigi durante 12 anos. Essa separação levou a que o PS, que não é a força maioritária em Lamego, pudesse ganhar as eleições.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.