Segunda-feira, 16 de Maio de 2022

Vencedores da CIM Douro na final do Concurso Nacional de Leitura

Vicente Chaves, do Agrupamento de Escolas Morgado Mateus, em Vila Real, e Francisco de Almeida, do Agrupamento de Escolas Santa Marta de Penaguião, são os vencedores da fase intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura 2022 do 1.º ciclo.

Constança Inês Teixeira, do Agrupamento de Escolas João de Araújo Correia, do Peso da Régua e Maria Luísa dos Santos, do Agrupamento de Escolas Gomes Teixeira, de Armamar, são as vencedoras da fase intermunicipal do 2.º ciclo.

Sofia Cruz, do Agrupamento de Escolas Gomes Teixeira, de Armamar, e Bárbara Guerra, do Agrupamento de Escolas de Murça, venceram a fase intermunicipal do 3.º ciclo.
Maria Ana Coelho, do Agrupamento de Escolas de Murça, e Joana Filipa Gouveia, do Agrupamento de Escolas João de Araújo Correia, são as vencedoras da fase intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura 2022, do ensino secundário.

A fase intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura 2022 decorreu no Auditório Municipal do Peso da Régua, naquela que foi “uma verdadeira festa, que consagrou o livro e a leitura”.

O concurso é uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura, com o objetivo central de estimular o gosto pela leitura e desenvolver competências de expressão escrita junto dos alunos.

Bruno Eiras, subdiretor-geral da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, e Eduardo Pinto, vereador da Câmara de Peso da Régua, destacaram ambos a importância de ler e da fomentação de hábitos para o futuro, porque “viver sem ler é perigoso, uma vez que teremos que acreditar naquilo que os outros nos dizem”.

A organização deixa uma palavra de agradecimento aos professores bibliotecários pelo seu trabalho e dedicação, extensivo à Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, bem como à Rede de Bibliotecas Escolares.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

Homem encontrado morto em casa

PREMIUM

Um lar a que todos chamam casa

Homem morre em colisão

Homem morre afogado em Valdanta

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.