Quarta-feira, 17 de Agosto de 2022

Vila-realense é campeão nacional de corrida de Montanha

José Carvalho, 38 anos, natural de Andrães, é o novo campeão nacional de corrida de Montanha, ao vencer a prova de 12 quilómetros que se realizou no fim de semana em Porto Moniz, na Madeira, ilha que voltou a receber o campeonato nacional 15 anos depois. Os atletas saíram do cais do Funchal e tiveram de subir até ao Fanal, um percurso quase sempre a subir até aos 1400 metros, que requer uma grande condição física.

-PUB-

No final da prova, o vila-realense José Carvalho estava cansado mas visivelmente satisfeito com a sua conquista, numa corrida em que bateu o seu colega de equipa Rui Muga, que fixou em segundo lugar. “Foi muito bom. Apesar de ser duro, o percurso é excelente e sempre acreditei que ia conseguir ganhar ao meu colega Rui, que no ano passado foi campeão nacional. A maior dificuldade foi a parte inicial, à saída da praia em que se tem de subir muitas escadas. Na parte final, em que há um traçado mais plano, já correu melhor, mas mesmo assim as pernas ainda se queixaram um pouco”.

Com mais de 12 anos de experiência e já 20 internacionalizações, esta é a segunda vez que o atleta vila-realense alcança este título, uma vez que em 2013 venceu o campeonato nacional em Mondim de Basto.

Para além desta conquista, também o clube que representa, o Académico de Mogadouro, se sagrou campeão ao conseguir fazer o pleno no pódio (José Carvalho em primeiro, seguido de Rui Muga em segundo, e em terceiro ficou Pedro Rodrigues. Carlos Lopes ficou em décimo).

O atleta está a recuperar do esforço despendido, mas o seu pensamento já está na próxima corrida, que se realiza em Espanha já este fim de semana.

A 4 de julho promete voltar à Madeira para lutar novamente pela vitória no campeonato da Europa, que será realizado no mesmo percurso.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.