Terça-feira, 18 de Janeiro de 2022
© DR

Voos solidários vão ajudar vítimas de violência doméstica

O Aeroclube de Bragança anunciou hoje que vai lançar mais uma campanha de voos solidários, desta vez para angariar verbas destinadas a apoiar vítimas de violência doméstica a recomeçar uma vida nova

-PUB-

Depois de ter entregado aos bombeiros de Bragança, em novembro, 7.200 euros para 12 cursos de socorrismo, o Aeroclube vai voltar a voar para reforçar a campanha lançada recentemente pela Associação de Socorros Mútuos dos Artistas de Bragança (ASMAB).

Esta associação acolhe o núcleo distrital de apoio às vítimas de violência doméstica e é responsável pelo Centro de acolhimento de Emergência por onde passaram, desde a abertura em 2018, 94 mulheres e 57 menores.

A ASMAB lançou recentemente uma campanha de angariação de bens como mobiliário, eletrodomésticos, têxteis de lar e artigos de cozinha, para ajudar a iniciar o processo de autonomização e a recomeçar uma vida pessoal e profissional.

O Aeroclube de Bragança decidiu associar-se à esta causa com mais uma campanha de voos solidários, que permite voos de batismo ou de lazer a baixo custo, e que se têm revelado “uma forma de ajudar, ao mesmo tempo que criam mais uma resposta para a comunidade local”, como salienta a direção.

A campanha destinada a apoiar as vítimas de violência doméstica devia arrancar em janeiro de 2022, mas, segundo o presidente Nuno Fernandes, o Aeroclube “decidiu avançar de imediato, porque a ASMAB identificou situações urgentes de agregados atualmente acolhidos na instituição”.

Quem quiser contribuir, pode fazer desta campanha uma prenda de Natal, oferecendo um voo a um familiar ou amigo, uma vez que o Aeroclube criou “vouchers” para esse efeito.

Os voos solidários realizam-se há vários anos e já permitiram equipar o refeitório para as crianças em risco da Obra Kolping de Bragança, adquirir uma carrinha de nove lugares para a União das Instituições de Solidariedade Social do Distrito de Bragança e financiar 12 cursos de socorrismo para os Bombeiros Voluntários de Bragança.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.