Segunda-feira, 16 de Maio de 2022

A arte em miniatura

Jorge Dias faz dioramas há mais de cinco anos. Com mais de 25 peças produzidas ao longo do tempo em que se tem dedicado à arte, inspira-se no Douro e em tudo o que o rodeia

Em 2017, Jorge Dias começou a meter “as mãos na massa” e a materializar a sua paixão pelos dioramas. Neste modo de apresentação artística tridimensional, o engenheiro civil representa objetos do quotidiano, como edifícios ou paisagens, deixando-se inspirar pela região. “Geralmente, começo por pensar o que vou fazer. Numa das peças, por exemplo, inspirei-me num local por onde passei onde tinha uma queda de água. Não fiz nenhum desenho, e fui planeando ao longo da construção”, conta.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.