Domingo, 13 de Junho de 2021
©DR

Absolvidos dois condenados por tráfico de droga na prisão de Izeda

Dois homens condenados na comarca de Bragança por introdução de droga na cadeia de Izeda, naquele concelho, acabaram absolvidos após recurso para o Tribunal da Relação de Guimarães e 10 outros viram as penas reduzidas.

-PUB-

Segundo a Procuradoria Regional do Porto, que dá hoje a informação na sua página de internet, as duas pessoas agora absolvidas tinham sido condenadas, na primeira instância criminal de Bragança, em 2020, a penas de prisão de quatro anos e oito meses, uma, e quatro anos e cinco meses, outra.

Dez outros arguidos, que tinham sido condenados em Bragança a penas de sete anos a 11 anos e oito anos de prisão, obtiveram reduções de penas para seis a 11 anos de reclusão.

Com o reajustamento da decisão judicial, ficam condenados no processo 19 arguidos.

Os factos do processo reportam-se a um esquema de introdução de droga na cadeia de Bragança, entre inícios de 2016 a outubro de 2017, ficando provado o envolvimento de quatro presos de Izeda na introdução de canábis, heroína e cocaína no estabelecimento prisional.

Para receberem os pagamentos relativos às vendas de droga no interior da cadeia, os arguidos utilizavam contas bancárias tituladas por outras pessoas, segundo a prova produzida.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.