Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

As almas nobres não morrem

Por informação de pessoa amiga, soube agora da morte de um distinto mondinense com quem mantive amistoso relacionamento, sem no entanto nunca dar divulgação disso para não ferir a sensibilidade daqueles a quem custa aceitar que ser adversário, não é ser inimigo.

-PUB-

Era filho de um mondinense amigo da terra e da cultura popular das suas gentes, que não fora arvorar-se em defensor de uma causa cuja cobiça era o seu único argumento legítimo. Além de um excelente etnógrafo, o autor de “Nossa Senhora da Graça, em Mondim de Basto” teria também oportunidade de ficar na história local como um bom bacharel em Direito. Foi o saber-me adversário de seu saudoso pai, na defesa dos direitos históricos e jurídicos de Vilar de Ferreiros, na Ermida do Monte Farinha, que nos aproximou e fez amigos. Ele sabia que eu era admirador dos trabalhos etnográficos e de recolha de dados históricos de interesse concelhio que seu pai editou. Como

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

Mais Lidas

Acidente com moto 4 faz dois mortos

PREMIUM

Despiste em Atei faz um ferido grave

Homem detido por fogo posto

PJ faz nova detenção por fogo posto

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.