Sábado, 16 de Outubro de 2021
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Autarquia orgulha-se de terminar o ano sem facturas por pagar

Poupar, rentabilizar e recorrer à banca. Assim, a Câmara Municipal penaguiota conseguiu o que há muito não conseguia, fechar o ano com as contas acertadas com fornecedores, colectividades, empreiteiros e juntas. A tarefa não foi fácil, mas a situação de equilíbrio orgulha a edilidade

-PUB-

A pouco mais de uma semana do adeus a 2010, o autarca de Santa Marta de Penaguião, Francisco Ribeiro, anunciou que a sua autarquia vai fechar as contas anuais “sem facturas por pagar”, o que deverá ser “um caso único na região e raro no país”.

Segundo o edil, a Câmara Municipal tem todas os seus compromissos financeiros saldados, quer seja com fornecedores ou empreiteiros, ou relativos a subsídios a colectividades e clubes, ou ainda no que diz respeito às transferências para as juntas de freguesia.

“Defendemos com orgulho que só assim podemos contribuir para que todos aqueles que nos servem, com o seu trabalho, possam passar um Natal mais feliz e encarar um novo ano com mais esperança”, explicou Francisco Ribeiro.

Ainda segundo o edil, a receita para terminar 2010 sem facturas por pagar, passou pelo recurso à banca. “A autarquia ainda tinha uma folga em termos de capacidade de endividamento e ainda estamos a contar com as verbas dos fundos comunitários”, que tardam em chegar, explicou.

Classificando-a como uma “óptima notícia”, Francisco Ribeiro refere que para conseguir acabar o ano sem dever “um cêntimo”, o que acontece pela primeira vez nos últimos 25 anos de história daquele Município, também foi necessário garantir “uma gestão cada vez mais equilibrada e apertada”.

A poupança faz parte do ‘segredo’ da autarquia penaguiota, no entanto, o edil garante que o investimento no concelho continua, com várias obras em curso e a manutenção e incremento do apoio dado aos mais necessitados, sobretudo às crianças e aos idosos.

“Quem visita o concelho pode constatar que continuamos sempre a trabalhar. Podíamos não dever, não fazendo obras, mas não é o caso”, garantiu o mesmo responsável político, adiantando que, no que se refere às obras previstas no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), apesar do atraso na recepção das comparticipações, a autarquia consegue manter os pagamentos aos empreiteiros em dia, estando previsto para próximo ano o lançamento da última obra, a segunda fase da construção da ligação entre Santa Marta e o Rodo.

Quanto a 2011, Francisco Ribeiro reconhece que será também um “ano muito difícil”, no entanto recorda que “a vida é um desafio permanente” ao qual temos que nos habituar. “Durante muito tempo vivemos acima das nossas possibilidades. Agora, nos momentos difíceis, temos que puxar da imaginação e fazer das tripas coração”.

Para já, a receita do Município penaguiota vai manter-se no próximo ano, ou seja, garantir muito “rigor” nas contas da autarquia, a “rentabilização” dos erários públicos ao máximo, continuar a recorrer, até onde for possível, à banca.

“Mas, sabemos que os dias que se aproximam não são fáceis. Infelizmente para todos nós, mas, fundamentalmente, para as novas gerações, que ainda vão passar um mau bocado”, referiu o mesmo responsável político, adiantando que o desemprego é o que mais o preocupa. “Hoje em dia, as pessoas não vêm tanto à Câmara pedir para que sejam feitas obras num estrada, ou para que seja feita uma ligação de saneamento. Vêm pedir emprego, o que é mau sinal”, concluiu.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.