Terça-feira, 18 de Janeiro de 2022
© Arquivo VTM

Caretos de Podence comemoram dois anos de Património da Humanidade

Os Caretos de Podence vão chocalhar pela aldeia do concelho de Macedo de Cavaleiros, no domingo, para comemorar o segundo aniversário do reconhecimento como Património da Humanidade, divulgou hoje a associação que os representa

-PUB-

A pandemia de covid-19 tem restringido as festividades dos coloridos mascarados protagonistas do Entrudo Chocalheiro que, no Carnaval deste ano, não puderam chocalhar pelas ruas, assinalando a tradição às janelas da aldeia.

Apesar das restrições sanitárias se manterem, os Caretos prometem chocalhar adaptados à atual realidade com um programa que assinala o Reconhecimento pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) do Carnaval de Podence como Património Cultural Imaterial da Humanidade.

A distinção chegou a 12 de dezembro de 2019 e, dois anos depois, a Associação Grupo de Caretos de Podence e a Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros elaboraram um programa para assinalar a data, como informa a associação, em comunicado.

A manhã de domingo começa com uma visita à feira tradicional de Podence e a experiência “Pinta a Tua Máscara”. A tarde será preenchida nesta aldeia do distrito de Bragança com animação de rua a cargo de gaiteiros e com os Caretos a chocalhar o património, assim como o descerramento de uma placa comemorativa do segundo aniversário do Património da Humanidade.

O programa inclui, ainda, uma visita aos murais que têm sido pintados nesta localidade, e que têm tornado “Podence na aldeia mais colorida de Portugal”, com o garrido dos caretos e outros motivos nas fachadas das casas. O vermelho, verde, amarelo e preto dos fatos e das máscaras e as endiabradas criaturas são uma presença constante num passeio pela aldeia de Macedo de Cavaleiros, mas também caras conhecidas localmente e a nível nacional, como o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Os Caretos de Podence marcam a folia de Carnaval no Nordeste Transmontano com coloridos e farfalhudos fatos, máscaras de ferro ou lata, chocalhos à cintura e um pau para amparar as tropelias. Este é apontado como “o mais genuíno Carnaval português”, sem samba, ao ritmo da tradição.

Em toda a região de Trás-os-Montes há Caretos, todavia os de Podence distinguem-se dos restantes pelo chocalho, daí o nome da festa ser “Entrudo Chocalheiro”. Os mais emblemáticos mascarados das tradições transmontanas têm representado Portugal em eventos internacionais com presença em 10 países.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.