Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021

CIM Terras de Trás-os-Montes tem novo presidente

Jorge Fidalgo, presidente da Câmara de Vimioso, foi eleito presidente da CIM Terras de Trás-os-Montes, sucedendo Artur Nunes no cargo.

-PUB-

Decorreu esta segunda-feira a eleição do novo presidente da Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes (CIM-TTM).

Jorge Fidalgo, presidente da Câmara Municipal de Vimioso, foi o escolhido, tendo Pedro Lima, autarca de Vila Flor, e Luís Fernandes, autarca de Vinhais, como primeiro e segundo vice-presidentes, respetivamente.

A lista em causa, a única apresentada, foi proposta por Hernâni Dias, presidente da Câmara de Bragança, e acabou eleita com seis votos a favor e três votos em branco, neste caso, dos autarcas de Mirandela, Macedo de Cavaleiros e Alfândega da Fé, todos PS.

Mesmo assim, novo presidente da CIM-TTM garante que será “o porta-voz de todos os presidentes de câmara, serei apenas um dos nove, e a minha posição será sempre a CIM”.

Para já, a prioridade passa por analisar as novas competências que os municípios terão, já em 2022, entre elas a educação, a saúde e os transportes.

“É um processo que está em andamento, que tem de ser analisado”, frisou.

Recorde-se que a CIM-TTM é composta por nove municípios (Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Vila Flor, Vimioso e Vinhais), seis liderados pelo PSD e três pelo PS.

Jorge Fidalgo sucede agora, no cargo, a Artur Nunes, que devido à limitação de mandatos não se pôde recandidatar a presidente da Câmara de Miranda do Douro.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.