Quinta-feira, 6 de Maio de 2021
©DR

Congregação religiosa acolhe refugiados

A Congregação das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado, na Diocese de Bragança-Miranda, vai acolher um grupo de cinco refugiados, no Colégio de S. João de Brito.

“Contamos que este espaço seja ocupado no dia 19 de março de 2021, com a chegada dos três primeiros elementos, diretamente provindos de um campo de refugiados”, adianta a vigária geral das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado.

Em comunicado, a irmã Maria José Diegues de Oliveira explica que vão acolher um grupo de cinco refugiados, numa parceria com a Delegação da Cruz Vermelha Portuguesa de Bragança, numa ala do Colégio de S. João de Brito.

A religiosa assinala que ainda antes da fundação da Congregação das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado, as irmãs que viveram primeiro o carisma “procuraram responder a situações de reparação na pessoa dos mais frágeis”, criando um asilo para acolhimento de crianças pobres e em risco.

“Ao longo dos anos foram várias as áreas de atividade que ocuparam a atenção e a solicitude das Irmãs, desde a educação de crianças e jovens, à enfermagem e ao combate à pobreza”, salienta ainda a irmã Maria José Diegues de Oliveira.

A congregação das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado foi ereta canonicamente a 15 de agosto de 1950

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.