Quarta-feira, 6 de Julho de 2022

Desmantelada rede de tráfico de droga que vendia a estudantes

Um grupo de seis jovens foi detido pela GNR por alegadamente pertencer a uma rede que vendia droga a estudantes nos concelhos de Bragança, Macedo de Cavaleiros e Vimioso.

Em comunicado, o Comandando Distrital de Bragança da GNR refere que deteve seis homens e uma mulher, que têm idades entre 17 e os 20 anos. O grupo estava a ser investigado há meio ano por suspeitas de tráfico de droga junto da comunidade estudantil em vários concelhos do distrito de Bragança.

No decorrer da investigação, os militares da Guarda “desenvolveram diversas diligências policiais que culminaram na detenção dos seis suspeitos e no desmantelamento de uma rede de tráfico de droga, que operava junto aos estabelecimentos de ensino destas localidades, bem como em espaços de diversão noturna procurados maioritariamente por jovens estudantes”.

Acrescenta ainda que, no seguimento da ação, “foi dado cumprimento a 11 mandados de busca, oito domiciliários e três em veículos, que culminaram com a detenção dos suspeitos”.

A GNR apreendeu “65 gramas de canábis, três doses de haxixe, cinco pastilhas de MDMA, diverso material usado no corte, pesagem e acondicionamento de produto estupefaciente e 286 euros em numerário”.

Os guardas apreenderam ainda uma pistola de ar comprimido, um bastão de madeira, dois portáteis, entre outro material.

Os detidos, alguns deles com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, serão presentes a primeiro interrogatório durante o dia de hoje, no Tribunal Judicial de Macedo de Cavaleiros, para aplicação de medidas de coação.

A ação contou com o reforço de diversas valências do Comando Territorial de Bragança, Comando Territorial de Vila Real, Comando Territorial do Porto, Comando Territorial de Braga, da Unidade de Intervenção (UI) e com o apoio da Polícia de Segurança Pública (PSP).

 

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.