Quinta-feira, 28 de Outubro de 2021

Dois traficantes detidos pela GNR

Dois homens foram detidos, na segunda-feira, pela GNR de Alijó, por suspeita de tráfico de estupefacientes. A primeira detenção ocorreu, durante a madrugada, na zona da Chã . Aqui, um homem, de 38 anos, residente em Favaios, foi interpelado, durante a madrugada, pela GNR, na Rotunda do Homem do Douro, em pleno centro da vila […]

-PUB-

Dois homens foram detidos, na segunda-feira, pela GNR de Alijó, por suspeita de tráfico de estupefacientes. A primeira detenção ocorreu, durante a madrugada, na zona da Chã . Aqui, um homem, de 38 anos, residente em Favaios, foi interpelado, durante a madrugada, pela GNR, na Rotunda do Homem do Douro, em pleno centro da vila duriense. Este, porém, pôs-se em fuga, num automóvel. Movida a perseguição, as autoridades conseguiram apanhá-lo, na zona da Chã, a cerca de quatro quilómetros de distância.

Depois de uma busca no carro e no domicílio do suspeito, as autoridades encontraram, na sua posse, setecentos e setenta euros, cinquenta e um gramas de haxixe e dezassete gramas de sementes de “cannabis”. As autoridades apreenderam, entretanto, um revólver de calibre 7.65 mm, com três balas, sem a documentação legal de posse e que se encontrava ocultado na caixa dos fusíveis do automóvel que também foi apreendido.

O outro caso ocorreu, durante a noite, quando uma patrulha da GNR reparou num aglomerado de pessoas que estava numa artéria da vila, resolvendo averiguar o que se passava. Na abordagem, foi identificado um homem, de 41 anos, residente em Alijó, referenciado pelas autoridades, ligado ao narcotráfico, o qual tinha, na sua posse, setecentos e sessenta euros, uma navalha e cinco “papéis para embrulhar estupefacientes”. Os indivíduos que estavam em seu redor eram, alegadamente, “clientes”, sendo apreendido o dinheiro que o indivíduo possuía, resultante da venda de droga, feita no local.

Ambos foram presentes no Tribunal Judicial de Alijó, sendo-lhes decretado termo de identidade e residência.

 

jmcardoso

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.