Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021
©RN

“É uma grande honra vencer este prémio”

Foi desta forma que Pedro Eiras reagiu ao facto de ter sido o vencedor da edição deste ano do Prémio Literário António Cabral.

-PUB-

“É uma grande surpresa, uma honra e também uma grande responsabilidade”, confessou à VTM.

Foi com o livro “Inferno”, a sua primeira obra de poesia, que conquistou o júri, constituído por Isabel Alves e José Eduardo Reis, professores do Departamento de Letras da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), e a escritora Maria Hercília Agarez.
“O grande objetivo de quem escreve, a partir do momento em que mostramos o texto, é saber que do outro lado existe alguém que está a responder ao que é nosso”, salienta o autor, acrescentando que “a poesia é um género que, desde sempre, me assusta, mas agrada-me a ideia de avançar para um caminho assustador”.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.