Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022
António Paço está entre os 10 melhores estudantes de economia | ©DR

Estudante da UTAD é um dos melhores na Economia

A média com que António Paço, de 22 anos, concluiu a licenciatura em Economia na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) valeu-lhe o reconhecimento do Banco de Portugal (BdP), com a atribuição do Prémio Professor Jacinto Nunes, que distingue os 10 melhores estudantes de Economia no ano letivo de 2020-21.

-PUB-

O galardão foi recebido com “orgulho e felicidade” pelo aluno. “É um reconhecimento pelo trabalho desenvolvido ao longo dos três anos de licenciatura, contudo, tem um significado um pouco mais especial. Constitui-se também como uma recompensa à persistência diária dos meus pais em me proporcionarem todas as condições para alcançar patamares de sucesso”, sublinha o jovem, natural de Lamego.

Foi no gosto pelo que se faz, no trabalho individual, no bom ambiente de toda a comunidade académica (desde docentes a colegas) e no suporte familiar que António Paço cunhou o sucesso. “A licenciatura em Economia na UTAD possibilitou-me a agregação dos fatores que considero necessários para atingir os melhores resultados possíveis”, reitera.

António Paço ingressou no curso em 2018 e reconhece que a UTAD apresenta “um fator distintivo para o seu sucesso: a “existência de uma relação de proximidade” entre docentes e estudantes. “É por isso que recomendo a licenciatura em Economia na UTAD a todos aqueles que se interessam pelas questões económicas e que ambicionam legitimamente ser um elemento ativo na comunidade académica”, frisa.

Devido às restrições pandémicas, os premiados foram recebidos individualmente pelos membros do Conselho de Administração do BdP. Por isso, António Paço teve a oportunidade de estar à conversa com o vice-governador, Luís Máximo dos Santos, tendo visitado depois o Museu do Dinheiro.

O Prémio Professor Jacinto Nunes distingue, anualmente, os alunos com a melhor média final na licenciatura em Economia nos estabelecimentos de Ensino Superior.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.