Terça-feira, 27 de Julho de 2021

Mouçós Lamares | Futuro pensado para o progresso

Especial Freguesias Mouçós e Lamares | Os projetos pensados para Mouçós e Lamares perspetivam um futuro promissor.

-PUB-

A prioridade passa, segundo Hélder Afonso, por “solidificar os projetos já implementados e continuar a responder às necessidades, com a criação dos serviços necessários”. Aumentar e reparar a rede viária, tornar os caminhos rurais e florestais transitáveis, completar o saneamento nas aldeias de Gache, Lamares, Tojais e Pena de Amigo, assim como dotar a totalidade da freguesia com cobertura de fibra ótica e dar continuidade ao alargamento dos cemitérios, são os passos seguintes.

Ainda que num bom caminho, o presidente considera fundamental concretizar estas ações para que a freguesia se continue a desenvolver e a criar condições para a fixação de habitantes. Por outro lado, e numa perspetiva mais ambiciosa, surge o projeto de requalificação do recinto da Senhora da Pena. “A Senhora da Pena não é só a festa em setembro. Tem uma grande área de lazer, muito procurada durante todo o ano”. A execução desta requalificação, pela sua dimensão e investimento, “requer algum apoio do município de Vila Real”, explica o autarca.

E porque o lazer e bem-estar da população são uma prioridade, o presidente perspetiva a criação de acessos e condições para que “possamos chegar ao Rio Corgo, e transformá-lo numa praia fluvial.

Queremos criar oportunidades para as pessoas terem acesso a uma futura praia fluvial, porque é um espaço lindíssimo e que vale muito a pena”. Com o apoio do fundo ambiental, a freguesia irá adquirir um veículo elétrico. E, também, em breve, os cidadãos terão à disposição, na sede da freguesia, uma caixa multibanco.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.