Sexta-feira, 7 de Maio de 2021
©Elsa Nibra

GNR detém homens por incêndio florestal em Bragança

O Comando Territorial de Bragança deteve, ontem, dois homens no concelho de Bragança por incêndio que originou numa queima não autorizada.

Em comunicado à imprensa, a GNR informa que elementos do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) se deslocaram a uma aldeia do concelho após receberem um alerta de incêndio. As diligências policiais apuraram que uma queima, realizada sem autorização e “sem a adoção das medidas de segurança”, se alastrou e consumiu cerca de 450 metros quadrados de vegetação.

Os dois homens, de 57 e 61 anos, irão comparecer hoje, dia 16, no Tribunal Judicial de Bragança. Os Bombeiros Voluntários de Bragança também atenderam ao alerta, apagando o fogo.

Queimas e queimadas

A GNR alerta que queimas e queimadas devem ser previamente comunicadas à autarquia local e realizadas sob “todos os cuidados”. A “salvaguarda da vida humana” e a “segurança do património de Portugal e dos portugueses” são prioridades dos militares.

Como tal, a força de segurança “relembra:

  • As queimas de sobrantes são uma das principais causas de incêndios em Portugal;
  • Em qualquer altura do ano é proibido queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração florestal ou agrícola sem pedir autorização ou fazer comunicação prévia;
  • Para evitar acidentes, siga as regras de segurança, esteja sempre acompanhado e leve consigo o telemóvel.

Para mais informações, pode consultar o Agroportal aqui.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.