Segunda-feira, 28 de Novembro de 2022

Higimax – Uma empresa familiar em expansão

Em 2012 surgia, em Mirandela, a Higimax, uma empresa que se dedica à comercialização de produtos de higiene e limpeza.

-PUB-

“Era uma lacuna que existia na região. Não havia quem comercializasse estes produtos, a preços competitivos”, conta Francisco António Reis.

A Higimax é uma empresa familiar, criada pelo seu pai, Francisco Manuel dos Reis. Dez anos depois, o balanço é positivo. “A empresa passou por vários momentos, mas tem vindo a crescer. Olhando para a pandemia, por exemplo, colocou empresas como a nossa no centro dos acontecimentos e imprescindíveis. Vimo-nos numa situação em que havia falta de vários produtos. Tivemos de importar máscaras da China e vendemos luvas e álcool gel, por exemplo, para França”.

“Há quem pense que com a pandemia aumentámos a faturação, mas a verdade é que tivemos os restaurantes fechados, por exemplo. Ou seja, deixamos de vender a uns e vendemos mais a outros. Acabou por compensar”, afirma Francisco.

“Nos últimos dez anos, esta empresa desenvolveu-se de uma forma muito sustentada”
Francisco Reis, Gerente Higimax

E sobre os desafios deste setor destaca o facto de ser “um mercado muito fechado”. “Apesar de ser um ramo muito abrangente, é também um ramo em que as pessoas se habituam a determinados produtos e é difícil mudarem de ideias. Aquilo que fazemos é mostrar os nossos produtos e que não vale a pena criar resistência à mudança”.
Para isso, “vamos aos sítios, levamos os nossos produtos e somos nós que os aplicamos, para mostrar às pessoas que têm qualidade e que, por vezes, vale a pena mudar”, vinca o responsável.

“Nos últimos dez anos, esta empresa desenvolveu-se de uma forma muito sustentada, porque começou do zero e hoje em dia vende para todo o território nacional. Arrisco-me a dizer que vendemos para cerca de um terço das escolas do país, como Sintra, Felgueiras, Guarda, Mirandela, Ribeira de Pena, Algarve”, indica Francisco Reis.

DESAFIOS

Numa altura em que se começa a “apertar mais o cinto”, e com as pessoas a fazerem escolhas para poupar, um cêntimo pode fazer a diferença. Prova disso é que “concorremos a vários concursos públicos, a nível nacional, e por um cêntimo se ganha ou se perde”.
Depois da pandemia, agora é a guerra que coloca o negócio à prova. “Afetou-nos negativamente, porque trabalhamos com preços pré-definidos para um ano ou mais. Com o aumento dos custos, por exemplo, do papel e do plástico, as margens de lucro acabam por diminuir e torna-se difícil cumprir os contratos”.

Com seis funcionários, a Higimax tem a sua sede na Zona Industrial de Mirandela e também uma loja aberta ao público, perto do Santuário de Nossa Senhora do Amparo, dedicada, essencialmente, à venda de produtos de geriatria.

Objetivo passa por ter uma fábrica própria

FUTURO

A faturação anual da Higimax ronda um milhão de euros e vai continuar a crescer. “Queremos ter a nossa própria fábrica de produtos de higiene e limpeza, para a qual já fizemos uma candidatura ao município de Mirandela, de forma a ser instalada no novo loteamento da Zona Industrial”.

A fábrica vai permitir criar “mais cinco postos de trabalho” e, ao mesmo tempo, “vamos conseguir reduzir alguns custos porque a única forma de sermos competitivos é termos produção própria, caso contrário, vamos acabar sufocados”.

Além disso, “vamos apostar no online”, como forma de “nos adaptarmos aos novos tempos”.

“Queremos mostrar que Mirandela é muito mais que alheiras”, conclui.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.