Quarta-feira, 24 de Julho de 2024
No menu items!




Investidos 55 mil euros na atualização da telegestão do abastecimento de água do Balsemão

O sistema de telegestão do sistema de abastecimento de água do Balsemão, que abastece atualmente os municípios de Lamego, Tarouca e Resende, foi recentemente atualizado pela empresa Águas do Norte.

-PUB-

Trata-se de um investimento de cerca de 55 mil euros, que além de implicar uma melhoria do serviço de abastecimento de água à população residente nos concelhos, vai contribuir, ao mesmo tempo, para um aumento da eficiência das operações e para a otimização dos processos e rotinas operacionais, explicou a empresa em comunicado.

O sistema de telegestão utiliza tecnologias de computação e comunicação para controlar os processos de produção de água para consumo humano, efetuando a recolha de dados em diversas instalações, apresentando a informação sobre o estado atual do sistema, permitindo controlar, por exemplo, perdas de água.

A intervenção contribui para “elevar os níveis de ciber-resiliência” e “para promover o salto tecnológico das infraestruturas do referido sistema de telegestão”.

“Trata-se de mais um passo de uma estratégia de transformação digital que a Águas do Norte tem vindo a seguir, assente na modernização tecnológica, garantindo aos seus utilizadores um sistema de abastecimento de água económica e ambientalmente mais sustentável, aliado à eficiência do serviço que presta no âmbito do Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água e de Saneamento do Norte de Portugal”, refere a mesma nota.

A Águas do Norte é a entidade concessionária do sistema multimunicipal de abastecimento de água e de saneamento do Norte de Portugal, em “alta”, sendo responsável pela captação, tratamento e abastecimento de água para consumo público e pela recolha, tratamento e rejeição de efluentes domésticos, urbanos e industriais e de efluentes provenientes de fossas séticas, desde 2015.

[adrotate group="24"]

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS




Mais lidas

[adrotate group="3"]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS