Domingo, 17 de Outubro de 2021
©DR

Mais de 79 mil pessoas vacinadas contra a gripe

Mais de 79 mil já pessoas foram vacinadas contra a gripe desde segunda-feira, dia em que arrancou a campanha de vacinação, anunciou hoje a Direção-Geral de Saúde (DGS).

-PUB-

A campanha começou no dia 27 de setembro e, segundo o balanço da DGS, “a 01 de outubro já tinham sido inoculadas 79.045 vacinas” contra a gripe.

Até ao momento foram distribuídas mais de 320 mil doses da vacina da gripe em todo o território nacional, acrescenta a mesma fonte.

O processo de vacinação começou com os utentes e profissionais dos Estabelecimentos Residenciais para Idosos (ERPI) e unidades da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) e instituições similares e com os profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

“A vacinação destes grupos, bem como das grávidas, deverá decorrer durante as próximas semanas”, indica a DGS.

Segundo explica, a vacinação contra a gripe irá estender-se, gradualmente, a outros grupos, incluindo os utentes com idade igual ou superior a 65 anos e as pessoas com doenças elegíveis para vacinação no âmbito do SNS, a partir da segunda fase.

A vacinação contra a gripe destas pessoas irá ocorrer paralelamente com o processo de vacinação contra a covid-19, que ainda está em curso, nos Centros de Vacinação, lembra a DGS.

A coordenação do processo de vacinação contra a gripe sazonal vai ser liderada pelo coronel do exército Carlos Penha Gonçalves, coadjuvado por uma equipa com mais oito elementos, representativos dos três ramos das Forças Armadas.

A informação foi avançada na terça-feira pelo até então coordenador da ‘task force’ da vacinação contra a covid-19, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo.

Portugal iniciou na segunda-feira a vacinação contra a gripe sazonal, numa fase de transição em que a este processo vacinal se soma a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 a determinadas faixas da população.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.