Sexta-feira, 20 de Maio de 2022

Médicos da região “empurrados” para Lisboa

Em criança tinha o sonho de ser “bailarina ou cabeleireira, mas a vida acabou por levá-la para a medicina. Bela Alice Costa foi a convidada do último “Contrasenso”, onde falou de alguns sobressaltos, logo no início da carreira, e da equipa de cuidados paliativos da qual faz parte e que entrou em funcionamento recentemente.

“Estudei no Porto, mas sempre fui uma menina da terra e por isso vim para Vila Real fazer o internato”, conta, acrescentando que “nunca tive nenhuma especialidade em vista. Sabia que queria algo mais generalista, que me permitisse fazer um bocadinho de tudo. Acabei por ser ‘empurrada’ para medicina geral e familiar e foi a melhor coisa que me aconteceu, porque não há maior abrangência, maior proximidade, nem maior intimidade com o doente e com a família”.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.