Quarta-feira, 24 de Julho de 2024
No menu items!




Milhares de pessoas no Entrudo de Lazarim

A vila de Lazarim registou, este ano, uma das maiores enchentes de sempre.

-PUB-
“Milhares de pessoas quiseram assistir à saída à rua dos novos caretos de madeira, à leitura dos testamentos e à queima da comadre e do compadre, no Entrudo preparado ao longo do ano nesta pequena localidade do concelho de Lamego”, refere a autarquia em comunicado.
A Terça-Feira Gorda, dia grande dos festejos, terminou com a oferta do tradicional caldo de farinha e da feijoada, feitos em potes de ferro, a todos os presentes. “Somos o berço de um dos entrudos mais antigos e genuínos de todo o país. Vivemos estes festejos à moda antiga. Esta tradição é um pilar da identidade cultural do concelho de Lamego e, por esta razão, com o apoio de todos os lazarinenses, estamos a candidatar o Entrudo de Lazarim a Património Cultural Imaterial da Humanidade”, afirma Francisco Lopes, presidente da Câmara Municipal.

No largo em frente ao Centro Interpretativo da Máscara Ibérica, a leitura pública dos testamentos atraiu uma grande multidão para escutar atentamente a herança da “comadre” e do “compadre”. Nesta altura, taparam-se os ouvidos aos mais sensíveis, pois foi o momento das verdades guardadas durante todo o ano se fazerem escutar, respeitando a regra de ouro de só os solteiros poderem criticar e ser alvo de chacota.

Como é tradição, logo a seguir mandou-se queimar dois bonecos de pano que representam os compadres, um ato que simboliza a expulsão dos maus pensamentos e a purificação das mentes.

[adrotate group="24"]

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS




Mais lidas

[adrotate group="3"]

ÚLTIMAS NOTÍCIAS