Domingo, 24 de Outubro de 2021

Município distribui medicamentos e bens essenciais

A autarquia criou equipas móveis de apoio a esta medida, designada “Sempre Perto”. 

-PUB-

O Município de S. João da Pesqueira, atento às dificuldades acrescidas e às novas limitações que a declaração do Estado de Emergência acarretará na vida de todos os munícipes nos próximos tempos, em particular dos idosos (a partir dos 65 anos), pessoas com doenças crónicas graves, problemas de mobilidade, portadores de deficiência e sem meios de transporte próprios que residam sozinhas ou com outras pessoas na mesma situação, decidiu implementar a medida de Distribuição de Medicamentos e Bens Essenciais em Todo o Concelho. Para esta finalidade foram criadas equipas móveis de apoio a esta medida, designada “Sempre Perto”. 

Segundo a autarquia, os pedidos de bens essenciais e medicamentos “são feitos exclusivamente às Juntas de Freguesia”.

A entrega será feita duas vezes por semana (terça-feira e sexta-feira) e a recolha dos novos pedidos será feita nestes mesmos dias, nos locais acordados.
O munícipe deverá entregar o dinheiro para pagamento no momento do pedido, sendo-lhe posteriormente entregues os medicamentos, bens essenciais, fatura e respetivo troco caso exista.
No caso de beneficiários do Cartão Social do Idoso e da ação social direta, as faturas serão entregues no município posteriormente para comparticipação (25% de comparticipação). Esses beneficiários poderão deixar as faturas à guarda da Junta de Freguesia ou das Equipas no momento da entrega, se assim o entenderem, para garantir maior celeridade na comparticipação – pagamento.

Consideram-se bens de primeira necessidade carne, peixe (congelados), leite, pão, mercearia diversa, conservas e enlatados, bebidas não alcoólicas, fruta e vegetais, azeite, vinagre, sal e outros condimentos, bens de higiene e limpeza.

A lista de bens essenciais e medicamentos deve conter as quantidades, o valor máximo total a gastar e a priorização dos bens essenciais/medicamentos face ao valor disponível, a fim de, caso o valor não seja suficiente para todos os bens essenciais e medicamentos pretendidos, o voluntário que faz a compra saiba o que deve comprar preferencialmente.

Os bens essenciais a adquirir serão os mais económicos que estejam disponíveis no supermercado.

Os bens essenciais e medicamentos devem ser os estritamente necessários, não aceitando o município encomendas que ultrapassem as quantidades razoáveis para fazer face ao número de membros do agregado familiar.

As primeiras entregas serão feitas no próximo dia 24 de março, terça-feira.

CONTACTOS:

Castanheiro do Sul – 254 463 059 | 968 697 284

Ervedosa do Douro > Bateiras > Casais do Douro > Sarzedinho – 254 423 165 | 937 321 671

Nagoselo do Douro – 254 489 992

Paredes da Beira – 254 473 907

Riodades – 927 809 344 | 925 412 698

Soutelo do Douro – 934 144 114 | 934 860 574

Vale de Figueira > Vale de Vila > Ôlas > São Xisto > Ferradosa – 934 447 850

Valongo dos Azeites – 963 530 440

União de Freguesias de S. João da Pesqueira e Várzea de Trevões > Espinho – 254 481 288

União de Freguesias de Trevões e Espinhosa > Espinhosa – 965 069 027

União de Freguesias de Vilarouco e Pereiros > Senhora da Estrada > Vidigal > Pereiros – 936 688 097 | 254 452 119

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.