Quinta-feira, 28 de Outubro de 2021
@DR

Os Verdes reclamam “grave situação” ambiental das minas do Portelo

O Partido Ecologista Os Verdes (PEV) exige uma solução urgente para os problemas ambientais causados aos cursos de água da região pelas minas do Portelo, em Bragança.

-PUB-

Segundo a Lusa, o partido afirma que o problema tem mais de uma década e ocorre no Parque Natural de Montesinho, afetando “irremediavelmente as ribeiras e os ecossistemas nas aldeias de Aveleda e Portelo”.

O problema, surgido em 2009 graças a fortes chuvas, trata-se de “[t]oneladas de areia arrastadas numa extensão de 14 quilómetros e a deposição de sedimentos” que, entre outros problemas, levaram à “perda de biodiversidade, contaminação de águas” e afetaram as “culturas agrícolas”.

O PEV afirma já ter questionado o Governo em várias ocasiões sobre “esta grave situação”. O Partido e a população consideram “incompreensível o sucessivo adiamento, por parte do Governo, de uma solução” a um problema que afeta uma parte da “Reserva da Biosfera Transfronteiriça da Meseta Ibérica, classificada pela UNESCO”.

As minas do Portelo foram algo de intervenção pela Empresa de Desenvolvimento Mineiro numa primeira fase, mas o partido alerta que “ficou por realizar uma segunda fase” que visava “a descontaminação dos solos” e outras soluções. No rio Pepim, em Aveleda, foram recentemente retirados cerca de 80 cm de sedimentos, numa medida que o PEV considera “uma merda intervenção cosmética”.

O Partido quer que o Ministério do Ambiente e da Ação Climática esclareça quais ações pretendem tomar com os responsáveis das áreas do Ambiente e da Geologia para resolver o problema de vez.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.