Terça-feira, 7 de Dezembro de 2021

Pedro Pimentel morreu aos 50 anos

Pedro Pimentel, de 50 anos, ex-deputado do PSD, morreu no sábado na sequência de uma hemorragia interna, que aconteceu a 27 de maio. Desde essa data que estava internado nos cuidados intensivos do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real, onde não resistiu à gravidade do quadro clínico que apresentava.

-PUB-

Natural de Castedo do Douro, no concelho de Alijó, onde nasceu a 16 de abril de 1970, Luís Pedro Machado Sampaio de Sousa Pimentel era vitivinicultor e deixa um filho. Entre vários cargos que desempenhou, foi deputado na Assembleia da República e foi secretário-geral adjunto dos sociais-democratas durante a liderança de Pedro Passos Coelho.

No Governo, exerceu o cargo de adjunto no gabinete do ex-primeiro-ministro Durão Barroso e  teve o mesmo tipo de funções com José Luís Arnaut, como ministro-adjunto.

A nível local, foi membro da Assembleia Municipal de Alijó e da Assembleia Intermunicipal da CIM Douro, entre muitos outros cargos que desempenhou politicamente.

Foi também colaborador do jornal A Voz de Trás-os-Montes em 2015, numa rubrica quinzenal. 

“VOZ RESPEITADA” 

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, lamentou a morte do ex-deputado do PSD, tendo-o recordado como uma “voz respeitada” na área da agricultura.  

Numa nota de pesar, Ferro Rodrigues afirmou que recebeu a notícia “com grande consternação”.

Luís Pedro Pimentel foi deputado nas legislaturas de 1999, 2002, 2011 e 2015, e, recordou, “bateu-se, no parlamento, pela defesa dos interesses das gentes de Vila Real e de Trás-os-Montes”.

“Vitivinicultor de profissão, era uma voz respeitada pelos seus pares no que às questões da agricultura dizia respeito. A Casa do Douro, e a crise que a mesma atravessou, foi matéria a que dedicou grande atenção”, pode ler-se no texto do presidente da Assembleia da República, afirmando que “tinha ainda muito para dar a Alijó, a Vila Real e ao país”. 

PSD DIZ QUE “VAI DEIXAR SAUDADES”

Em nota à imprensa, a direção do PSD, na figura do seu presidente, Rui Rio, “expressa a toda a família o seu mais sentido pesar nesta hora”.

O PSD recorda a sua passagem pela sede nacional social-democrata, como secretário-geral adjunto, “cargo que lhe permitiu conviver de perto com centenas de militantes e simpatizantes do partido, deixando saudades nos que consigo se cruzaram”.

Também a Comissão Política Distrital do PSD Vila Real manifesta o seu “mais profundo pesar” pelo falecimento Pedro Pimentel, solidarizando-se com o luto da família, neste momento difícil e doloroso para todos.

O presidente da Distrital do PSD, Fernando Queiroga, sublinha “o enorme contributo que prestou ao nosso partido, à nossa região, ao país e em especial à democracia durante as legislaturas em que foi deputado eleito pelo círculo de Vila Real na Assembleia da República”, refere, adiantando que desempenhou as funções “sempre com altruísmo, espírito de entrega e responsabilidade, sendo uma voz ativa na defesa dos interesses e necessidades de todos os transmontanos”.

Fernando Queiroga acrescenta ainda que “recordaremos com saudade um Grande Homem, que ao longo da sua vida se destacou pela elevada postura que sempre manteve, independentemente dos cargos e funções que ocupava, preocupando-se apenas em dar o melhor de si em prol dos outros”.

“PERDA IRREPARÁVEL”

Foi desta forma que a Câmara de Alijó manifestou a “mais profunda consternação pelo falecimento do Eng.º Luís Pedro Pimentel, ex-deputado da Assembleia Municipal de Alijó e ex-deputado pelo círculo de Vila Real na Assembleia da República, apresentando a todos os familiares e amigos as nossas mais sinceras condolências pela perda irreparável”.

PS DEIXA NOTA DE PESAR

A Federação Distrital de Vila Real do Partido Socialista “lamenta profundamente o falecimento de Luís Pedro Pimentel”. 

Antigo deputado eleito pelo círculo eleitoral do distrito de Vila Real, nas listas do PSD, “pautou a sua carreira política por uma forte dedicação à região”, diz o PS, acrescentando que, aos seus companheiros de partido, aos seus amigos, mas muito especialmente à sua família, “endereçamos as mais sentidas condolências”.

“TINHAS A VIDA À TUA ESPERA”

Numa mensagem publicada nas redes sociais, o presidente da câmara de Vila Real, Rui Santos,

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.