Segunda-feira, 25 de Outubro de 2021
©Arquivo VTM

Polícia detido por tentativa de homicídio

Um homem de 48 anos, polícia no ativo, foi hoje detido em Lamego por suspeita de ter disparado uma arma em direção à companheira, dentro de casa, informaram a PJ e a PSP.

-PUB-

Em comunicado, a PJ refere que, na sequência de uma discussão, o suspeito “empunhou uma arma de fogo e disparou em direção ao corpo da vítima, uma mulher de 40 anos de idade, só não a tendo atingido por mero acaso”.

A PSP conta que, cerca das 19:30 de segunda-feira, recebeu “uma informação de que decorria uma discussão familiar numa residência na cidade de Lamego”.

Os polícias que se deslocaram ao local “depararam-se com um contexto enquadrável como violência doméstica, tomando de imediato as medidas necessárias a assegurar a proteção da vítima”, explica a PSP, acrescentando que o casal “não tinha qualquer registo anterior de violência doméstica”.

Segundo a PSP, tudo terá começado com “a revolta de um dos elementos do casal que, movido por ciúmes, terá desencadeado a discussão e realizado um disparo com arma de fogo no interior da residência”.

“Após esse comportamento, o suspeito ausentou-se, deixando a companheira na residência”, refere a PSP, acrescentando que depois foi localizado e os polícias conseguiram “demovê-lo de qualquer outra intenção que não fosse entregar-se” e também “entregar as duas armas que tinha na sua posse”, o que aconteceu cerca das 00:40.

As medidas de coação ainda não são conhecidas, mas a PSP de Viseu já anunciou que, “internamente, foi aberto um procedimento disciplinar e decretado o seu desarmamento e suspensão provisória de funções policiais”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.