Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022
Agostinho Chaves
Agostinho Chaves
Trata o jornalismo por tu. Colabora com a VTM há mais de 25 anos. Foi Diretor entre 2014 e 2019. Passou por meios de comunicação nacionais, como o Comércio do Porto e a Rádio Renascença.

Ponto por ponto

1 - Madre Teresa de Calcutá vai ser santificada em 2016. A única questão que se coloca é: porquê tão tardiamente? E, já agora, porque têm sido levantadas dificuldades quanto à data em que essa santificação irá acontecer?

-PUB-

2. O “JN” publicou a seguinte “notícia”: “O Instituto Nacional para a Reabilitação apresentou queixa contra uma discoteca de Abrantes por esta ter, alegadamente, cometido um ato discriminatório ao impedir a entrada nas suas instalações de uma pessoa jovem, com trissomia 21”. A notícia não referia mais nada a não ser isto. Pergunta-se: estariam criadas as condições no interior desse estabelecimento para esse jovem lá entrar? Alguém acompanhava o jovem que sofre de mongolismo? Os pais do jovem sabiam que ele ia para lá? De onde se concluiu que um jornal de referência tem gente que dá ao jornalismo o que o jornalismo não pode ter: inexatidão, omissão, parcialidade. Ou seja: esta “notícia”, na realidade,

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

Mais Lidas

Acidente no IC5 faz uma vítima mortal

Trabalhadores da recolha do lixo em greve

Trocar a azáfama pela tranquilidade

Chaves foi à Madeira buscar três pontos

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.