Quinta-feira, 19 de Maio de 2022

Profissões em risco de extinção: Diamantino Gouveia preserva arte da tanoaria

Natural de Oliveira, no concelho de Mesão Frio, Diamantino Gouveia já “perdeu a conta” aos anos a que se tem vindo a dedicar à arte da tanoaria. Garante que já lá vão “mais de 70 anos”, num sonho que era do seu pai e que se “viu obrigado” a seguir.

Com 84 anos, dedicou quase toda a sua vida a uma arte pela qual não se apaixonou inicialmente, parando apenas durante uns anos para prestar serviço militar.

Ao regressar da tropa, viu-se na “obrigação” de continuar a arte do seu pai, cujo trabalho admirava e lhe serve, ainda hoje, de inspiração.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.