Domingo, 19 de Setembro de 2021
©DR

Projeto “TUC TUC Social” aumenta acompanhamento aos idosos

A Igreja presente na Unidade Pastoral de Ansiães, Diocese de Bragança-Miranda, decidiu reforçar a ação social à terceira idade, no concelho de Carrazeda de Ansiães.

-PUB-

Esta sexta-feira, o Centro Social Paroquial de Pombal (CSPP) deu início ao projeto «TUC TUC Social».

Trata-se de uma iniciativa que decorre de uma candidatura apresentada ao programa “+COE3SO Emprego” e que «pretende ser uma resposta diferenciadora, num território com uma população muito envelhecida e com ausência de retaguarda familiar próxima», salienta o Pe. Bruno Dias.

O projeto vai permitir o transporte não urgente e organizado de idosos para estabelecimentos públicos e outros, nomeadamente serviços de saúde, repartições públicas, supermercados, etc., a um custo reduzido.

De acordo com o sacerdote e presidente do CSPP, no concelho de Carrazeda de Ansiães «existe um número considerável de pessoas com vários tipos de limitações, o que torna esta população vulnerável ao exercício da cidadania. Neste sentido, o projeto “TUC TUC Social” surge como uma resposta de proximidade, direcionada para um público que carece de acompanhamento a vários serviços, não só através do transporte, mas essencialmente no acompanhamento personalizado», frisa.

Na cerimónia de inauguração, hoje, em Pombal, estiveram presentes: o bispo da Diocese, D. José Cordeiro, que presidiu à bênção do veículo, o presidente da autarquia local, João Gonçalves, e o diretor do Centro Distrital de Segurança Social, Orlando Vaqueiro.

“TUC TUC Social” proporciona, ainda, dois novos postos de trabalho: um motorista e um gestor de serviços.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.