Quinta-feira, 29 de Setembro de 2022

PSP de Bragança ficou sem comandante

O superintendente José Carlos Neto, que ocupava o cargo desde 2019, deixou de ser comandante do distrital da PSP de Bragança.

-PUB-

A 11 de agosto, o Correio da Manhã dava conta de que José Carlos Neto terá sido punido com repreensão num processo disciplinar. Em causa, estará uma alegada autorização para que o subsídio de risco por Covid-19 fosse atribuído a todo o efetivo.

À data, a VTM solicitou esclarecimentos à PSP e também ao então comandante do Comando Distrital de Bragança, sendo que ninguém quis comentar o assunto.

Sabe-se agora que o superintendente deixou de ser comanante distrital da PSP de Bragança, cargo que ocupava desde fevereiro de 2019, e terá sido o próprio a informar os agentes de Bragança e Mirandela da sua saída.

Ao que foi possível apurar entretanto, para já, e enquanto não é encontrado um substituto, será o superintendente Mário Pereira a acumular as funções de comandante da PSP de Vila Real e Bragança.

A VTM já solicitou esclaremecimentos à direção nacional da PSP sobre esta saída e para quando a nomeação de um novo comandante.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.