Quarta-feira, 14 de Abril de 2021
© Elsa Nibra

“Receber esta medalha é um orgulho”

No dia em que comemorou 104 anos, o Museu de Lamego não só reabriu portas ao público como recebeu a medalha de ouro da cidade.

Alexandra Falcão, diretora do espaço, não escondeu “o orgulho e privilégio” em receber a medalha, lembrando que, quando o museu foi fundado “teve dificuldades em se afirmar” e que “os sucessivos diretores tiveram de lidar com várias dificuldades”.

“Hoje temos a tendência para nos queixarmos que está tudo mal e que não temos recursos humanos e financeiros, mas esquecemo-nos que, no passado, as condições eram muito mais difíceis. O Museu sobreviveu e ao longo dos anos tem sido um espaço que luta pela salvaguarda do património e pela salvaguarda da memória de Lamego”, acrescenta.

A decisão de entregar a medalha de ouro da cidade ao Museu de Lamego foi tomada, por unanimidade, em reunião de câmara. É uma medalha que “distingue pessoas singulares e coletivas, que relevem, na sua atividade, contributo para a promoção do território”, explica Ângelo Moura.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.