Sábado, 18 de Setembro de 2021
©Márcia Fernandes

Região Demarcada do Douro comemora hoje 265 anos

O Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP) assinala na sexta-feira os 265 anos da Região Demarcada do Douro e destaca o papel do vinho do Porto como “motor de desenvolvimento e crescimento” para o país.

-PUB-

“A presença no mundo do vinho do Porto espelha o apoio à internacionalização dos agentes económicos do setor, numa lógica de valorização transversal, com preocupação pela sustentabilidade económica, social, cultural e ambiental do território duriense, que faz parte da estratégia de atuação do IVDP para o desenvolvimento económico e crescimento sustentado”, afirmou hoje o presidente do instituto público, Gilberto Igrejas, citado em comunicado.

Em 2020, a Região Demarcada do Douro representou 36% da produção nacional de vinho com denominação de origem e 20% da produção total.

Segundo dados divulgados pelo IVDP, com sede no Peso da Régua, os vinhos do Douro e do Porto “representam 69% das exportações, correspondentes a 113 milhões de litros, dos quais 57% são de vinho do Porto”.

No ano passado, apesar da pandemia, o vinho do Porto foi comercializado em 105 mercados, cujos principais importadores são França, Reino Unido, Países Baixos, EUA, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Canadá e Suíça.

De acordo com informação disponível na página ‘online’ do IVDP, já em 2021, entre janeiro e junho, as vendas de vinho do Porto recuperaram e aumentaram 19% em quantidade e quase 25% em volume de negócio (152 milhões de euros), comparativamente com igual período do ano passado.

Os vinhos DOC (Denominação de Origem Controlada) Douro registaram, no mesmo período, um aumento no volume de negócios para os cerca de 84 milhões de euros (mais 26,5%) e 17,5% em quantidade.

Na sexta-feira, o “Port Wine Day” assinala a criação da mais antiga região demarcada do mundo – o Douro – a 10 de setembro de 1756, pela mão do Marquês de Pombal.

O dia quer destacar a “importância económica e social que o Vinho do Porto assume para o país”, seja no que “respeita ao crescimento económico com a forte penetração do vinho em mercados externos e o peso que tem nas exportações” ou “no desenvolvimento do país e de uma região património da Humanidade, que enfrenta desafios sérios de desertificação, alterações climáticas e que ainda não vê o preço do vinho representar o seu real valor.

As comemorações dos 265 anos da região acontecem ‘online’ e incluem a entrega de distinções nas áreas da enologia, viticultura, enoturismo e revelação, e um concerto de Miguel Araújo.

Depois, a 10 de outubro, também ‘online’, chefes vão apresentar pratos harmonizados com vinho do Porto e, entre 10 e 12 de novembro, há provas comentadas nacionais e internacionais em ‘live streaming’.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.