Terça-feira, 27 de Julho de 2021

Um Projeto Educativo com Valores e Futuro

ESPECIAL ENSINO - Colégio João Paulo II – Vila Real

-PUB-

O Colégio João Paulo II vai iniciar o seu funcionamento em Vila Real a partir de setembro de 2021, apostado em continuar a desenvolver um serviço público de educação distintivo e de elevada qualidade para crianças e jovens, da creche ao 12.º ano de escolaridade. Esta sua orientação basilar visa dotar todos e cada um dos cidadãos das competências e conhecimentos que lhes permitam explorar plenamente as suas capacidades, integrar-se ativamente na sociedade e contribuir para a vida económica, social e cultural do país.

Reconhecendo a relevância da educação de espíritos livres, criativos, responsáveis e solidários, em linha com a missão de promoção harmónica e integral da pessoa humana, nas suas dimensões individual, comunitária e espiritual, o Colégio João Paulo II tem na sua base fundacional a ambição de responder à realidade educativa e social onde se insere, implementando, em interação com a comunidade, ações de promoção da prosperidade, sustentabilidade, igualdade de oportunidades e bem-estar.

 

Este compromisso evidencia o desenvolvimento de um currículo assente em princípios, valores, objetivos e práticas educativas e formativas que favoreçam o desenvolvimento integral do aluno, visando a sua autonomia, responsabilidade, participação cívica, sentido crítico, competência, solidariedade, capacidade de gestão de informação e criação de conhecimento. Este caminho implica a existência de um currículo que vá além do legalmente estabelecido, daí a integração de áreas complementares essenciais, por exemplo nos domínios da ciência, artes, comunicação e desporto.

Esta visão pela qual se rege o Colégio João Paulo II desde a sua génese em 2006, traduzida em ações concretas no seu quotidiano escolar, justifica o impulso quantitativo e qualitativo do projeto nos últimos anos, considerando, fundamentalmente, a procura crescente das famílias que apostam numa educação com esta matriz e que atende aos quatro pilares básicos enunciados no Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI, intitulado “Educação: um tesouro a descobrir” – aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a viver juntos e aprender a ser.

A convicção de que este caminho corresponde de facto às legítimas expectativas da comunidade educativa tem-se vindo a consolidar sucessivamente, exigindo aos seus principais intérpretes, nomeadamente às estruturas pedagógicas e aos professores, uma identificação total com o projeto educativo e a crença inabalável de que são eles os atores principais na consecução deste rumo. A valorização e dignificação devidas à profissão de educador e professor, e ao grau de exigência inerente ao exercício das suas funções, são consentâneas com o facto de serem estes profissionais que podem fazer a diferença. Quer os professores quer as famílias têm por isso um papel insubstituível, razão pela qual o Colégio João Paulo II entende o seu trabalho como complementar.

O diálogo e a participação são aliás duas marcas explícitas no dia a dia da instituição, porque o pensamento pedagógico que preside ao desenvolvimento do currículo tem na sua base a visão do aluno, como um todo em permanente formação, significando que educação de qualidade, integrada e integral, exige que as aprendizagens sejam contextualizadas nas suas vivências, e nesse processo os docentes e as famílias têm de cooperar. Além disso, ensinar não abrange apenas a dimensão cognitiva, mas também emoções, sentimentos, interesses, intenções, não havendo por isso ensino-aprendizagem puramente racional. Estamos com certeza juntos nesta responsabilidade.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.