Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2023
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Hernâni Dias
Hernâni Dias
Presidente da Direção Brigantia Ecopark e da Câmara Municipal de Bragança

Brigantia Eco-Park – Empreendedorismo Científico e Tecnológico como motor da Inovação e do Desenvolvimento Territorial

O Parque de Ciência e Tecnologia Brigantia Eco-Park, localizado em Bragança, foi inaugurado a 28 de agosto 2015.

-PUB-

Com um investimento inicial a rondar os 12,6M€ e após 7 anos de atividade, o Parque apresenta uma taxa de ocupação de 97%, contando com 75 empresas, o CoLab MORE, o Centro Nacional de Competências dos Frutos Secos e parte da Secretaria de Estado para o Desenvolvimento Regional.

As empresas sediadas no Parque, com um total aproximado de 330 colaboradores, dos quais 95% correspondem a recursos humanos qualificados ou altamente qualificados, registaram, em 2021, um volume de negócios superior a 25M€. Impõe-se referir a libertação estimada de mais de 5 milhões de euros associados às remunerações dos colaboradores existentes, provenientes de mais de 10 nacionalidades diferentes, sendo que sensivelmente 78% têm uma relação com o Instituto Politécnico de Bragança, nomeadamente em termos de formação.

O Brigantia Eco-Park tem sido o motor que impulsiona e fomenta a promoção do empreendedorismo científico e tecnológico, incentivando o desenvolvimento sustentável do território transmontano, através da captação de investimento, de novas empresas e consequente criação de novos postos de trabalho qualificados e altamente qualificados.

De salientar que três empresas (Tree Flower Solutions, Lda, C-Pack Creative Packaging, Unipessoal Lda e BNH, Lda) atualmente incubadas no Brigantia Eco-Park, se preparam para, no próximo ano 2023, expandirem os seus negócios para a nova Zona de Acolhimento Empresarial de Bragança (Zona Industrial das Cantarias), com a aquisição consumada de 12 lotes e a previsão de criação de mais de 160 postos de trabalho.

Esta dinâmica, agregada ao posicionamento e visão estratégica sustentável das entidades que detêm e gerem o Brigantia Eco-Park (Câmara Municipal de Bragança, Instituto Politécnico de Bragança e Portus-Park), mostra, claramente, a importância do envolvimento estratégico e integrado dos vários stakeholders para uma promoção e para um desenvolvimento sustentável e bem sucedido dos territórios, nomeadamente no Distrito de Bragança. Assim, alguns queiram aproveitar esta oportunidade.

Mais lidas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.