Domingo, 23 de Junho de 2024
No menu items!

“Cuidado! Invasoras Aquáticas” no Museu da Região Flaviense

A mostra está patente no Museu da Região Flaviense e tem como propósito a sensibilização ambiental.

-PUB-

É um projeto da “Life Invasaqua”, em parceria com a Iberdrola, que está patente na sala de exposições do Museu da Região Flaviense, em Chaves, com entrada gratuita. 

A mostra está a percorrer os municípios que integram o Sistema Electroprodutor do Tâmega. 

Esta exposição, que “já passou por outros concelhos, é composta por mais de 50 painéis que mostram espécies aquáticas invasoras da Península Ibérica, o seu grau de ameaça à fauna e flora autóctones, bem como as consequências e o impacto ambiental, social e económico que estas espécies causam”, explica em comunicado o município.

O conteúdo é apresentado em três línguas, numa linguagem acessível, com infografias e fotografias em grande escala, estimulando o visitante a identificar as espécies e sensibilizando-o com as medidas para evitar a disseminação das mesmas.

Por outro lado, a mostra oferece ainda uma perspetiva prática, pois apresenta aos visitantes boas práticas no quotidiano, como recreação (identificação de espécies no meio ambiente), jardinagem (seleção de plantas ornamentais autóctones), pesca (desinfeção de material) e considerações a avaliar ao adquirir um animal de estimação, sempre com o objetivo de minimizar a proliferação de espécies exóticas invasoras. 

O “Life Invasaqua” conta em Portugal com a participação do MARE(Centro de Ciências do Mar e do Ambiente) da Universidade de Évora, da  ASPEA (Associação Portuguesa da Educação Ambiental), e a SIBIC (Sociedade Ibérica de Ictiologia) que apoiaram o Museu Nacional de Ciências Naturais de Madrid no desenvolvimento desta exposição.

Este projeto tem objetivo de “contribuir para reduzir os impactos nocivos das espécies exóticas invasoras na biodiversidade, procurar sensibilizar o público, aumentar a formação nos setores envolvidos e criar ferramentas para um sistema eficaz de alerta rápido e resposta rápida, para gerir os seus impactos nos ecossistemas e estuários de água doce.” 

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS