Terça-feira, 18 de Janeiro de 2022
©DR

D. José Cordeiro nomeado novo arcebispo de Braga

Vai substituir D. Jorge Ortiga, que tinha apresentado a renúncia ao Papa após completar 75 anos. O bispo de Bragança-Miranda aceitou com “humildade” o novo desafio

-PUB-

O Papa Francisco escolheu o bispo da Diocese de Bragança-Miranda, José Cordeiro, para novo arcebispo de Braga, sucedendo no cargo a Jorge Ortiga, que pediu a resignação devido à idade, como determina o direto canónico.

Numa mensagem deixada aos diocesanos, o bispo despediu-se “com gratidão e saudade” de uma década à frente da diocese de Bragança-Miranda, aproveitando para deixar uma saudação a Braga, onde irá iniciar nova missão como arcebispo.

“Acolho com fé humilde a nomeação para a missão que o Papa Francisco me confia, ao escolher-me como pastor do Povo de Deus presente na Arquidiocese de Braga. Sei que o Bispo não é de uma Igreja, mas é da Igreja, todavia sinto um misto de gratidão e saudade. Tudo é dom da Graça”, foi desta forma que D. José Cordeiro se dirigiu aos diocesanos transmontanos.

Citando o escritor transmontano, Miguel Torga, com a frase “Nasci povo, povo continuo e povo quero morrer”, o bispo agradece a todos que o acompanharam na missão à frente da diocese de Bragança-Miranda. “Agradeço de todo o coração a D. António Montes, aos presbíteros, aos diáconos, às pessoas consagradas, a todas as leigas e leigos nas Paróquias das Unidades Pastorais, nos organismos de comunhão e corresponsabilidade sinodal, nos serviços diocesanos, nos movimentos e grupos eclesiais. Muito obrigado pelo vosso testemunho de fé, de esperança e de caridade”.

Acrescentando que a “gratidão é igualmente para todas as autoridades autárquicas, civis, académicas, forças de segurança e proteção, órgãos de comunicação social e paras todas as instituições, sobretudo, a Cáritas, as Fundações e Centros sociais paroquiais, e as Misericórdias pela sua cooperação recíproca”.

José Cordeiro nasceu em 1967, em Angola, mas, em 1975, foi viver para Parada, em Alfândega da Fé.

Estudou nos seminários diocesanos de Vinhais, Bragança e Porto, tendo sido ordenado presbítero em 1991. Licenciado em Teologia, o prelado teve, entre 1991 e 1998, “um ativo ministério presbiteral na Diocese de Bragança-Miranda, exercendo diversos cargos e serviços pastorais”.

Do extenso currículo, em 2002, D. José Cordeiro concluiu a licenciatura em Liturgia e, dois anos depois, o doutoramento, ambos em Roma. De 2001 a 2005, foi vice-reitor do Pontifício Colégio Português, em Roma, e de 2005 a 2011 foi reitor do mesmo Pontifício Colégio. De 2004 a 2011 foi professor no Pontifício Ateneu de Santo Anselmo, em Roma.
No dia 18 de julho de 2011 foi nomeado Bispo de Bragança-Miranda, recebendo a Ordenação Episcopal a 2 de outubro de 2011, tendo sido nomeado, a 3 de dezembro, Arcebispo Metropolita de Braga.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.