Domingo, 19 de Setembro de 2021
©Arquivo/VTM

Descanso? Só quando a imunidade de grupo for atingida

Em Portugal, a campanha de vacinação contra a Covid-19 arrancou em dezembro. Cinco meses depois, e entre avanços e recuos, entrou em velocidade cruzeiro e, até ao momento, já foram administradas mais de quatro milhões de vacinas, com o registo de 100 mil por dia, tendo já as entidades de saúde previsto que a imunidade de grupo poderá chegar no início do verão, com 70% da população adulta já vacinada. Mas a vacinação não se cinge ao momento em que a pessoa leva “a pica”. Por detrás disso, há um longo processo e uma logística complexa em que todos os pormenores contam para que nada falhe

-PUB-

Foi no Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alto Tâmega e Barroso, sediado no Centro de Saúde nº2 de Chaves, que a VTM tentou perceber todo o processo que está por detrás da campanha de vacinação contra a Covid-19, que arrancou em dezembro de 2020.

É ali que Laurentina Teixeira, diretora executiva, gere as unidades de saúde dos seis concelhos que o ACES abrange: Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar. Licenciou-se em enfermagem há 36 anos, mas a gestão surgiu-lhe no percurso, deixando a bata para assumir a direção de vários organismos, sendo o último e atual, o ACES do Alto Tâmega e Barroso.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.