Sábado, 3 de Dezembro de 2022
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

“É preciso estratégias para estancar a desertificação na fronteira”

A afirmação é do presidente da CCDR-N à margem do encontro “Galiza-Norte de Portugal | Território e Futuro”, que decorreu na Fundação Casa de Mateus e contou com o presidente da Xunta da Galicia, Alfonso Rueda

PUB

António Cunha, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), revelou que há quase mil quilómetros de uma fronteira desertificada entre Portugal e Espanha, que necessita de um plano para inverter a tendência dos últimos anos. “Temos assistido ao desaparecimento de pessoas de ambos os lados da fronteira, onde a atividade económica é praticamente inexistente”.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

PUB

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.