Domingo, 25 de Setembro de 2022

“Esta é uma romaria que não se explica, sente-se”

Depois de dois anos a meio gás, por causa da pandemia, a romaria de Nossa Senhora da Piedade, em Sanfins do Douro, voltou em força. O ponto alto das festividades aconteceu no domingo, com a procissão que levou a Senhora da Piedade ao encontro da padroeira da vila. Antes disso, a arrematação do andor foi ganha pelo grupo velho, por 41 mil euros

-PUB-

Foi em 1809 que tudo começou e até aos dias de hoje as gentes de Sanfins do Douro fazem questão de, todos os anos, organizarem aquela que é considerada uma das maiores romarias da região norte. E é com orgulho que o dizem.

“Para fazerem igual tinham que nos levar a todos

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.