Segunda-feira, 23 de Maio de 2022

Festival Literário Douro está de regresso

Quarta edição junta a poesia, a música e o convívio no Espaço Miguel Torga, de 5 a 7 de maio

O Espaço Miguel Torga foi a inspiração para a promoção do Festival Literário Douro (FLiD), um evento que retrata a relevância da literatura, estimula o debate de ideias e promove a região duriense através da cultura. Acontece em São Martinho de Anta, no concelho de Sabrosa, que possui um riquíssimo património literário, mas, segundo o diretor, João Luís Sequeira Rodrigues, o objetivo passa por “expandir a iniciativa ao território duriense, uma vez que estamos numa região com personalidades relevantes ligadas à literatura”.

A 4ª edição regressa de 5 a 7 de maio e pretende ser “mais um momento de partilha entre escritores de referência e o público, onde estes contam as suas experiências, falam sobre aquilo que os inspira e sobre o processo criativo, num ambiente informal que carateriza este evento”, destaca o responsável. A proximidade com o público escolar continua a assumir prioridade no programa. Este ano, o Agrupamento de Escolas Miguel Torga, em Sabrosa, e o Agrupamento de Escolas Morgado Mateus, em Vila Real, vão receber alguns dos escritores, no âmbito da ação “FLiD vai à escola”. “Este é mais um esforço, a juntar ao das escolas, no sentido de contribuirmos para a promoção da leitura e da escrita e para a valorização dos escritores”, refere João Luís Sequeira Rodrigues.

Para além das várias mesas de debate, que contarão com a presença de um leque de escritores e personalidades do meio literário, destaque para a interpretação de um filme – concerto poético – “Paisagem para Miguel Torga” -, da criação de Rui David e Blandino, e para o recital de poesia dedicado a A.M. Pires Cabral, na voz de Aurelino Costa, acompanhado do guitarrista Paulo Vaz de Carvalho. O FLiD vai decorrer no Espaço Miguel Torga e a entrada é livre.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.