Sexta-feira, 24 de Setembro de 2021
© Arquivo VTM

Governo quer alargar o ensino da medicina até 2023

O ministro do Ensino Superior mostrou intenção de abrir três novos cursos de medicina, um dos quais em Vila Real

-PUB-

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, quer alargar o ensino da medicina até 2023, destacando Aveiro, Vila Real e a Universidade de Évora onde a abertura dos cursos poderá ocorrer.

Em entrevista publicada hoje no Diário de Notícias, Manuel Heitor admite que o objetivo é complexo, mas diz estar a trabalhar no alargamento do ensino e da modernização do ensino da medicina.

“Acabou de ser formado o centro académico clínico em Aveiro e agora estão em preparação o futuro centro académico clínico de Évora e o centro académico clínico de Vila Real, ligado à UTAD [Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro]”, disse.

De acordo com Manuel Heitor, com estes três novos centros académicos clínicos consegue-se facilitar a capacitação científica para vir a alargar o ensino da medicina, de uma forma diversificada em relação ao que já se faz em Portugal.

No ano passado, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) já tinha referido que a manutenção das vagas para os cursos de medicina tornava clara a necessidade de disponibilizar o ensino desta área noutras instituições, públicas ou privadas.

Na entrevista publicada hoje no Diário de Notícias, o ministro defende, também, que são precisos mais médicos em Portugal e um alargamento da formação na saúde.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.