Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022
© MF

“Honestidade e transparência” são o motor do sucesso

Corria o ano de 1968 quando nasceu a Z. Sousa & Camilo, que começou por ser uma pequena unidade de negócios do setor automóvel em Vila Real.

-PUB-

Desde essa altura, mantém uma relação estreita com a marca Citroën, que foi, aliás, a sua primeira e única marca representada até 2010, ano em que começou a comercializar também automóveis Mazda.

Com um percurso marcado pelo sucesso, a empresa decidiu alargar a sua área de influência no ano 2000. Partiu à conquista de novos mercados e abriu também, em Bragança, respondendo a um repto lançado pela Automóveis Citroën SA. Atualmente, possui instalações na Zona Industrial de Constantim, inauguradas em janeiro de 2010, que foram uma das grandes apostas da empresa para dar resposta aos seus clientes e ao mercado, continuando a ser hoje uma empresa de referência no mercado transmontano.

MERCADO

O mercado está a ter uma enorme transformação, mas, neste momento, o grande problema é a falta de componentes, que tem atrasado o fabrico de carros novos, como explicou Emanuel Camilo, responsável da empresa. “Estamos a atravessar um período bastante difícil, em que os efeitos da pandemia estão a sentir-se de forma dramática. Começou com os microchips e semicondutores, um problema transversal a todas as indústrias, e a situação ainda ficará pior com a catastrófica falta de magnésio, fundamental para as ligas de alumínio, que se vai sentir em todo o mundo”.

“O Estado deve dar incentivos para que os portugueses optem por elétricos para atingirmos as metas
da descarbonização”
Emanuel Camilo

Ao nível da compra de automóveis, os transmontanos optam por comprar a crédito, como apontou Emanuel Camilo. “Na nossa empresa representa 95% das vendas, em que estamos focados nas necessidades do cliente e apresentamos soluções à sua medida”, adiantando que os veículos ligeiros de passageiros, a gasolina, são os mais procurados, mas também há uma procura crescente pelos híbridos e elétricos. “Portugal tem de diminuir o preço dos elétricos, porque ainda são muito caros. O Estado deve dar incentivos para que os portugueses optem por este tipo de veículos para atingirmos as metas da descarbonização”.

Com 29 funcionários, o segredo para o sucesso está no “trabalho, honestidade e transparência”. “O foco da gestão tem de estar na satisfação dos clientes e dos colaboradores. E a rentabilidade é a consequência disso, sempre com muita clareza nos negócios”, apontou o mesmo responsável.

FUTURO

Com a instabilidade que se está a gerar no mercado, com a falta de matérias-primas essenciais para fabricar automóveis, Emanuel Camilo está preocupado com estas “disrupções” das tecnologias automóveis, mas espera conseguir reinventar-se. “Espero continuar o percurso que temos tido até aqui, procurando as melhores soluções para os clientes, que estarão sempre no topo das nossas prioridades”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.