Quarta-feira, 8 de Fevereiro de 2023
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Mulher constituída arguida por incêndio florestal

Uma mulher, de 62 anos, foi constituída arguida por incêndio florestal, no concelho de Vila Real.

-PUB-

A GNR de Vila Real revelou que no decorrer das diligências de investigação e determinação das causas do incêndio florestal sobre uma ignição ocorrida em 10 de outubro, os elementos da Equipa de Proteção Florestal (EPF) apuraram que o mesmo teve início numa queima de amontoados para eliminar sobrantes florestais não autorizada, que se terá descontrolado, provocando um incêndio que consumiu cerca de 0,02 hectares de mato.

No seguimento das diligências policiais, a mulher foi constituída arguida, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Vila Real.

Durante o ano de 2021, o Comando Territorial de Vila Real identificou 83 suspeitos de incêndios florestais, dos quais oito foram detidos em flagrante, no corrente ano foram já identificados 43 suspeitos de incêndios florestais, dos quais 11 foram detidos em flagrante.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.