Domingo, 14 de Agosto de 2022

Município de Vimioso alvo de ataque informático que provocou “graves constrangimentos”

O município de Vimioso foi alvo de um ataque informático que provocou “graves constrangimentos” em vários departamentos municipais e para o qual se está a tentar arranjar soluções, disse hoje à Lusa o presidente da câmara

-PUB-

“O nosso sistema informático foi atacado, o que nos está a causar graves constrangimentos no funcionamento normal dos serviços municipais e de toda a autarquia. Hoje, a informática acaba por ser o coração do funcionamento técnico e administrativo da câmara municipal”, explicou Jorge Fidalgo.

O autarca social-democrata do distrito de Bragança indicou, ainda, que “o ataque informático” poderá ter acontecido no final da passada semana ou já no início da corrente.

“Apresentei de imediato queixa às autoridades competentes desta violação dos nossos servidores [informáticos], e de momento estamos a trabalhar para repor a normalidade do funcionamento do sistema com as indicações que nos foram dadas, pelas autoridades, no sentido de resolver o problema”, frisou.

Jorge Fidalgo espera agora que o problema esteja resolvido no final da semana ou no início da próxima.

“Infelizmente, são situações que vemos relatadas todos os dias e nós também não escapamos a essa intromissão de estranhos no nosso sistema informático”, indicou o autarca transmontano.

Fidalgo garantiu ainda que o sistema informático está dotado de medidas de segurança para evitar este tipo de ataques aos sistemas municipais.

“O que é certo é que alguém conseguiu ultrapassar estas medidas de segurança que são muitas”, enfatizou.

O autarca de Vimioso garantiu que não estão comprometidos dados pessoais, apenas os administrativos, “mas que são importantes”.

Jorge Fidalgo disse ainda desconhecer algum pedido de resgate feito pelos alegados “piratas informáticos”.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.